segunda-feira, 26 de abril de 2021

K

Oca

 Os pensamentos doem de tanto ecoarem no silêncio.

Às vezes, todas as garras que a Vida tem são atiçadas para nós e nem no lar há refúgio.

Nada tenho para repartir: festa, gozo, libações.

Habituei-me a viver comigo, trilharei esses atalhos continuamente. 

Serei o meu companheiro de viagem, apenas peço forças, ânimo e olhos esquecidos da beleza feminina.

Tudo o resto, são pedras na mochila. 


Etiquetas: , ,

sábado, 27 de março de 2021

K

escrito

na tua face há um lado

matreiro,
sorris,
e o Sol envergonha-se,
a Lua pára na sua órbita,
e a tua alegria
traz o verde à relva,
e os jardins alegram-se
quando pressentem os teus passos,
há um pardal,
num ramo esquivo,
que,
à tua passagem,
solta um trinado,
tão belo,
assobio alçado
que faz sorrir quem te vê,
alumiaste vidas só por existires...

Etiquetas: , , , ,

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

K

Sonhos nus

 









Viajar

Até aos fins dos tempos, 

Latitudes desconhecidas

Em que embarcas

Nua de sonhos

Toda risonha.

Imagina,  se ainda

Nua te elevas

Até à terra da Poesia, do Afecto. 


Etiquetas: , , ,

sábado, 9 de janeiro de 2021

K

Allelujah!

Toda 
a inocência será recompensada,
toda a iniquidade castigada.
Nunca verás a mente dos que te quiseram mal.
Serás apenas o homem que se serviu
da sua
rigorância,
do seu temor...
Na certeza se que,
no final do trilho, 
a
tua garganta
soltará
um seco

allellujah!!



 

Etiquetas: , , , ,

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

K

Canis horridus

 













The dog is over there,

never underestimate him:

his power,

his bark,

his running;

for if there is a fright,

a slightly move

or a silence underneath,

a breeze must carry appalling sights

of ancient emotions,

of deadly appearance,

as forgotten as the lives they bury.


#ashes #forgetful

#ancient #death_dog #underneathhaircolor 

Etiquetas: , ,

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

K

Vão

 

Na selva secreta,

na estreiteza dos caminhos,

no ar fugidio

entalado em cheiros e cores

e previsões astrológicas

e jornais,

é aí que te vislumbro,

entre poeiras que buscam

esconder-te,

espiralando-se

em gestos de trepar ar acima.

(...)

Sabes caminhar sem ser sentida?

Sabes transportar contigo 

o Fogo do Desconhecido?

Sabes deixar para trás 

a não-mata, 

tudo o que é humano,

aquilo que tem escasso interesse

para os nossos caminhos?

(...)

Abre-te ao Sol,

finca os pés na terra  

tão masturbada pelo Desejo,

sorri ao Vento

que sabe secar-te a boca,

busca a fusão na copa das Árvores 

e ousa os atalhos 

daquele Desnorte 

(que te releva num Orgasmo...).


Vê na foto a aparição desfocada, uma Senhora que teima em se esconder de cada devoto, 

vã tentativa de se tornar 

Deusa das Causas Perdidas.


(foto do autor obtida com telemóvel: Jardim das Colunas,  jardim comunitário mantido e cuidado pelos moradores, Marvila) 


 

Etiquetas: , , ,

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
online