quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

K

em azul...

Hoje, sento-me no colo do Tempo.
As minhas mãos enroscam-se nas farripas
das suas horas,
encosto-me ao seu peito
tiquetaqueante nos segundos;
deslizo 
e, nessa tranquilidade cadenciada, espraio-me pelos azuis 
que o lacrimejam 
pela sua beleza abaixo.
No colo do Tempo
vislumbro-me no futuro e,
no arrepio,
sinto os passos de algo
que me esperaria, mas que me encontrou saciado.


Então, num jacto imenso,
empurro os segundos, 
suspenso,
até a Paz, a verdadeira Paz, 
me imergir 
num mergulho leitoso, tépido.
(fonte da 1ª imagem:
http://portaldegaia.wordpress.com/)
(2ª imagem:
foto do autor obtida com telemóvel:
"Jardim de silicatos")

Etiquetas:

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

K

queda XIX

Estar só, é uma bênção bipartida, uma herança quase maldita nas flores e palavras que lembramos. Por isso esquecemos o tempo, e o espaço quase se nega aos sons que as palavras tentam povoar. Provém pois de agora o arco, a flecha que é a acuidade do cirurgião que rasga as palavras cintilantes. Se houvesse uma solidão exacta, então, na sua solidez,as palavras brotariam como pólen,
espalhando-se no semental
dos campos,
das searas,
dos casais
que no pino do sol,
colheriam o pão,
polvilhado pelas desobediências 
castas de olhos já vítreos.
(inspirado em moriana, numa publicação no seu blogue)
(foto do autor obtida com telemóvel:
entrada de Ferreira do Alentejo)

Etiquetas:

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

K

queda XVIII

É de bronze o semblante,
é de pedra a certeza,
o manto de ontem que faísca.
Reflectes as paredes, 
os muros que sonhaste;
as tuas mãos, 
as veias que se canalizam azuis 
- mar de espumas triunfantes -
regressam às águas mornas 
do Mesozóico,
às tremuras dos "belli".
Talvez hoje,
cavalgando as crinas do Tempo,
sejas a geração última,
o derradeiro soçobrar
de uma sombra escusa.



Etiquetas:

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
Article of the Day
Article of the Day provided by TheFreeDictionary

This Day in History
This Day in History provided by TheFreeDictionary

Today's Birthday
Today's Birthday provided by TheFreeDictionary

Quote of the Day
Quote of the Day provided by The Free Library

Hangman
Hangman provided by TheFreeDictionary