domingo, 24 de julho de 2011

K

Hess

Quando Hess tomou a sua vida,
os mares sussurraram aos ventos,
as praias lembraram a Normandia,
e o tempo soluçou,
preso às memórias.

Quando Hess tomou a sua vida,
houve vagas de medos pálidos,
como se a loucura voltasse nua
e as marcas do silêncio
se rebelassem loucas.

Quando Hess tomou a sua vida,
ouvi gritos, lágrimas disfarçadas
pelas botas palmilhadas em rotas
esquecidas pelo juízo,
pela fria, dura História.
Quando Hess tomou a sua vida,
o esquecimento roçou a demência
e as almas aflitas aquietaram-se
na paz que se elevou,
curso doido das nuvens.

(fonte da imagem:

("Agora é a tua época,
a Urbe ainda te espera,
faz o teu trabalho por um tempo,
depois retira-te na tua frugalidade."
(Fala de Dioniso ao ditador
Quintus Cincinatus)

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Blogger Graça Pires disse...

Presos às memórias, outras margens nos circundam...
Um beijo, amigo.

segunda-feira, 25 julho, 2011  
Blogger Rafeiro Perfumado disse...

Quem é esse Hess?

sexta-feira, 29 julho, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker