segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

K
Olhos não seguem estrelas brilhantes, é manhã num comboio cadente a trilhar o gelo exterior, Baltazar a encolher-se no saco, a pensar em Valentina que há dias foi ver o mar. Pássaro verde a galopar, a galopar, e a música a adormecer o tempo. Baltazar de pele desmaiada a levar a canção de embalar à Menina, a saber o caminho da casa que não é cabana, a saber dos pais, Sara que não é Maria e Rui que não é José, e a saber do berço branco que não é manjedoura nem tem palhas, a saber do berço a aguardar a Menina que se irá chamar Francisca. Baltazar a viajar para sul ao encontro do natal.
(extracto de um poema de moriana
publicado no seu blogue)

Balança o berço,
na espera de amanhã.
Embalados os sonhos,
a espuma triunfante,
a fronte em jeito
de sorriso tardio
(quem sabe?).
Baltazar
revolve laços
nos nós de Valentina;
Francisca descobre
o caminho lasso,
de regresso,
deixando o berço,
alvo,
na solidão das tardes
(aturdidas)













(imagem retirada da net)

Etiquetas:

2 Comentários:

Blogger moriana disse...

devem existir estrelas no berço, dizem-me os pais que Francisca sorri a dormir...
:)

segunda-feira, 18 janeiro, 2010  
Blogger maré disse...

para temperar a noite
(quem sabe?)
com a candura dos sonhos!


____

um frágil luar sobre a serenidade da noite e um beijo

terça-feira, 19 janeiro, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker