sábado, 10 de outubro de 2015

antes
















Antes que a vida vire futuro
e o presente já não seja uma prenda.
Antes que o sol se ponha
e as mulheres esqueçam o dar à luz.
Antes que tudo seja já passado,
antes que o teu sorriso
já nem seja memória,
antes que as tuas mãos
tenham esquecido
o sabor do meu rosto,
a prática dos afectos
volta-te e beija o poente,
que as flores aninhem
o teu poema
e as tuas mágoas virem nuvens.

(Foto do autor obtida com telemóvel:
Palácio da Pena numa noite de Verão)

1 comentário:

Boop disse...

Antes que a vida continue a acontecer...
:)