quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Acenos

Já viste como te acenam os teus olhos?
Já relanceaste os teus olhos pardos
pela espuma que os segue?
Já olhaste e viste o mar,
em ondas seguras?

Prepara a tua bolsa,
o teu sorriso e o passaporte;
hoje o teu corpo viajará, quer o sigas ou não,
e não haverá espuma, ondas seguras ou olhos pardos
que reconciliem o teu coração, as tuas mãos ou a tua boca errante.

No fundo,
embarcarás,
num sonho mascarado
depositar-te-ás toda,
e o teu regresso
não passará de uma memória 
vazia.
(Imagem do autor
obtida com telemóvel:
noite de Verão no Palácio da Pena)


Sem comentários: