terça-feira, 25 de janeiro de 2011

K

art deco

Era a parede que me fechava,
que, da porta dos meus sentidos,
me levava ao abismo;
escorregavam-me as mãos,
e eu descia por mim abaixo,
talvez sonhando com o triunfo de um Inverno;
mas um Inverno tão frio, tão custoso
como outro qualquer,
em que nem a parede sustivesse
o olhar,
o gesto frugal,
o franzir da vida;
um Inverno espelhado na parede,
nesta parede que me moía,
que me tragava a alma,
que fazia meus dedos derraparem,
ensaguentados;
um Inverno assim,
espantou-me os limites
muito para além da angústia,
ainda aquém daquele lustro
das paisagens "art deco"
que a memória ainda sugere...

(fonte da imagem:

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger Graça Pires disse...

"Muito para além da angústia" há o fascínio do abismo e dos invernos que nos descontentam. Só assim os Poetas preservam a fragilidade das palavras. Um belo poema!
Um beijo, Jaime.

quarta-feira, 26 janeiro, 2011  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema.
Gostei imenso, caro amigo.
Abraço.

quarta-feira, 26 janeiro, 2011  
Blogger Lara Amaral disse...

Jaime, gostei de vir aqui, grata surpresa ter te recebido no meu blog. Obrigada!

Beijo.

quinta-feira, 27 janeiro, 2011  
Blogger Rody Cáceres disse...

Olá Jaime! Estou esperando uma colaboração sua para o meu blog. Será uma honra receber seus trabalhos. Abraços.

Aguardo...

sexta-feira, 28 janeiro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
Article of the Day
Article of the Day provided by TheFreeDictionary

This Day in History
This Day in History provided by TheFreeDictionary

Today's Birthday
Today's Birthday provided by TheFreeDictionary

Quote of the Day
Quote of the Day provided by The Free Library

Hangman
Hangman provided by TheFreeDictionary