sábado, 15 de janeiro de 2011

o sábio

Carregarás o teu sonho pela mão,
os teus olhos serão a tua candeia,
não levarás mais do que a vara,
o cajado das tuas sombras;
irás pelos caminhos que os céus te entregarem,
teus pés sangrarão nas fossas,
entre as pedras surgirão cascavéis
que tu pisarás célere,
sabendo que a justiça te é fiel;
finalmente encontrarás a neblina,
o véu que te concederá a paz,
o reconforto dos teus olhos,
candeias da certeza;
o teu coração deixará de se ofuscar,
de se atemorizar:
o farol dos sonhos,
a beleza faiscante do aço
gravada num canto obscuro da tua razão...
(fonte da imagem:

Sem comentários: