sexta-feira, 10 de julho de 2009

lá vai mote!

Hai-Kai

Nós temos cinco sentidos:
São dois pares e meio d’asas.

- Como quereis o equilíbrio?
(David Mourão-Ferreira in Antologia Poética)




São dois pares e meio d’asas
que nos levam ao real,
fazendo tábua rasa
de um loquaz temporal.

Os sentidos leva-os o vento,
no seu hábil destino;
volta o fugaz sentimento
num alegre desatino.

O equilíbrio não se quer,
os sentidos não o deixam,
não há atino nem volver,
nem aqueles que se queixam.

Voltou o fado,
o destino magoado,
o olhar petrificado,
o poente gelado.

(Não. Recuso o teu rir mortiço, as tuas chagas sem alinho, o teu ontem fixado. Matei um calendário, já… os sentidos, os sentimentos, tudo se esfumou num desequilíbrio mordaz. As mãos já se separaram há muito, os pulsos já nada partilham. Estou apontado para muito longe, lá… onde o céu engole os pinhais…)

1 comentário:

Paula Raposo disse...

Óptimo!! Bom fim de semana, beijinhos.