quinta-feira, 2 de julho de 2009

sonhos partidos

Inundou-me o sonho,
esta noite.
deslizou por meus lábios,
assaltou o meu esquecimento.
As tílias assombravam as avenidas,
loucas flores tintavam-se
trepando os muros,
os portões.
Cavalgava o sonho,
ainda levando o torpor,
a atracção do amargo,
saboreava minha boca.
O gosto olvidava
as sombras da antemanhã.

(imagem: detalhe de uma pintura de Monet retirada da net)

1 comentário:

Paula Raposo disse...

Gosto de Monet e gosto do que escreves. Beijos.