quarta-feira, 22 de abril de 2009

Variações sobre um tema bailarino


Bailarina de papel,

volteias fincada

num velho burel,

em risos de fada.


Rodeias, giras, sobes.

Quem irá cinzelar,

em cisco d’ouro, cobre,

vórtice assim lunar?

Num hirto espaço,

tinta as tuas mãos

de grácil harmonia.

Louca, ágil, rodopia!
Corpos livres, sãos;

em subtil, lírico passo...



(imagem retirada da net)

Sem comentários: