terça-feira, 21 de abril de 2009

Escritos da Casa VII





Açambarquei o barco,

os remos, o leme;

queria escorregar numa sirga...


Água,

limos,

fogo,

cárcere,


Ar!!


pó,

terra (...)
(imagem retirada da net)

2 comentários:

Graça Pires disse...

Ir a caminho de uma casa ou a caminho de um barco. Gostei do poema.
Um abraço.

Vieira Calado disse...

Ar, pó... terra

tudo o que temos.

Cumprimentos meus.