terça-feira, 6 de janeiro de 2009

K

(...) vi-te há 2 mil anos em Anticetera


O tempo não te conhece,

enfuna-se no nada,

e, no vazio, segue uma pluma

de dourados futuros.

Queria que me visse,

e que te apagasse de ti

e que me arrebatasse também.

Para onde?

Afagados no seu bafo presente,

talvez espíritos dalgum Natal,

talvez coisa nenhuma.

Será o oco cântico

que nos velará,

do passado até nunca?



(a partir dum poema de blindness)
(imagem retirada da net)

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Obrigado por ter assinado o meu Livro de Visitas e deixado algo mais.

Agora...
não sei se aprenderá muito comigo, porque você, pelo que li,
é bom poeta.
Mas, concedo, poderá aprender porque sempre se aprende...
assim como,
espero aprender consigo.

Um abraço

terça-feira, 06 janeiro, 2009  
Blogger Jaime A. disse...

Bem-haja pelas suas palavras.
É sempre bem aparecido.
Um abraço.

terça-feira, 06 janeiro, 2009  
Blogger Graça Pires disse...

"Será o oco cântico
que nos velará,
do passado até nunca?"
Será?
Um belo poema.
Um abraço.

quarta-feira, 07 janeiro, 2009  
Blogger Jaime A. disse...

Não o sei, Graça. Penso que as palavras não definem, não apontam, apenas nos fazem sentir. Será pouco?

quinta-feira, 08 janeiro, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
Article of the Day
Article of the Day provided by TheFreeDictionary

This Day in History
This Day in History provided by TheFreeDictionary

Today's Birthday
Today's Birthday provided by TheFreeDictionary

Quote of the Day
Quote of the Day provided by The Free Library

Hangman
Hangman provided by TheFreeDictionary