sábado, 3 de janeiro de 2009

... feixe...


...enquanto, contritos,

contemplamos o solo de nossas vidas,

tridimensionalmente ocas,

a luz do perdão penetra-nos,

humilde,

lenta,

suave,

tranquilamente,

quase em ar de desculpa;

lá fora,

os campos são fecundados

pelo amor da enxada,

pela força do camponês,

pela Graça do Senhor.



(inspirado num poema de Graça Pires)


(imagem retirada da net)

Sem comentários: