quinta-feira, 30 de agosto de 2012

vagar


Quero mergulhar 


num triunfo de vaga solitária,

quero que me esqueçam,

que atribuam as minhas palavras

ao pousio,

à quietação dos dias 


decrescendo numa morna tarde


v a g a r o s a, 


imersa em Outono...
(fontes das imagens:

Sem comentários: