quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Os seus passos eram mudos
porque a sua alma se libertara,
[em silêncio]
(imagem retirada da net)

1 comentário:

Paula Raposo disse...

São necessárias poucas palavras para um pensamento! Gostei. Beijos.