domingo, 14 de junho de 2009

antes que seja tarde...















Antes que seja tarde

quero passear descalço,

olhar os pássaros esmaltados,

as árvores em brios de ouro.

Antes que seja tarde

quero olhar a Lua

tirar a esquadria às estrelas,

sentar-me no pico da noite.

Antes que seja tarde

quero molhar as mãos

nas praias da Normandia,

vibrar nos ecos da Liberdade.

Antes que seja tarde

quero sentar-me, qual criança,

no fosso de uma orquestra

e planar ao jeito de Mozart.

Antes que seja tarde

quero entrar no átomo

e brincar com os electrões

como em aulas que não dei.

Antes que seja tarde

quero olhar o fio de longe,

as águas marejadas,

os dias que me são tardios...
(imagem retirada da net, pormenor de "A persistência da memória" de Salvador Dali")

2 comentários:

Graça Pires disse...

Antes que seja tarde quero dizer que li este poema e gostei muito, muito mesmo.
Um abraço

Blindness disse...

Aproveitar a brisa
Saborear o calor
Sentir
Aproveitar
Antes que seja tarde