sexta-feira, 23 de novembro de 2007

K

"We all..."

Standing bellow the thin thread
of the void, shamelessly looking
at a point I could not reach,
I tried to keep my loneliness
untouched,
almost invisible.
I heard the noises
of ancient marches:
the flutes,
the violins,
all the dreams,
that made my heart
to jump forward,
into time,
to bounce
into space,
unveiling myself,
exposing me.
And still I stood
all by myself,
old,
ancient memories
trying to knock me out...(...)
All of a sudden
I heard voices,
songs.
A hand over my shoulder
and shouts of joy
all around me:
"We all stand together!!!!!!!"
(from a blindness's audio post )

4 Comentários:

Blogger Blindness disse...

Ter uma mão no nosso ombro é um grande feito, não pensem que as amizades são feitas do nada.
Os amigos não se conhecem, reconhecem-se, mas nem todos conseguem reconhecer amigos neste curto percurso.
É pois um grande feito poder afirmar "We all stand together!!!!"

sexta-feira, 30 novembro, 2007  
Blogger Jaime A. disse...

É sim, blindness. A amizade é um reconhecimento gradual entre duas pessoas e isso é lindo. Espero é que nem todos tenhamos de caminhar pelo deserto até encontrar um amigo
em qualquer oásis.
Um beijo

sexta-feira, 30 novembro, 2007  
Blogger helena disse...

O amigo, está aqui neste pequeno espaço.
Não foi necessário ir procurá-lo no deserto...
O AMIGO que soube dar-me palavras de esperança, que se preocupou,que colocou a sua mão no meu ombro .
"We'll stand together" I'm sure.

Bem hajas.
Um beijinho

segunda-feira, 03 dezembro, 2007  
Blogger Jaime A. disse...

Não tens de agradecer, Lena. Afinal, os ombros não servem apenas para lhes colocarmos parte da nossa roupa são, também espaço e tempo de acolhimento a quem queremos bem.
Um grande beijo

segunda-feira, 03 dezembro, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker