domingo, 17 de outubro de 2010

espaços

Talvez haja silêncio,

no meio das palavras,
dos concílios.
Talvez o silêncio
jogue com os advérbios
de um modo inconsistente,
triste,
choroso, até.
Quem sabe se
uma faísca, um toque 
não será o vácuo puído
que cai entre as palavras
a que chamamos
barra de espaços...?

(fonte da imagem:
http://www.techonthenet.com/)

(inspirado num poema
de moriana publicado no seu blogue:
www.moriana2.blogspot.com)

Sem comentários: