segunda-feira, 11 de outubro de 2010

(...)

Contenho em mim quase o Universo,
fui parte do último que se extinguiu;
em solenidades pagãs fui incenso;
fui vela parda da primeira Descoberta;
volteei em bailes de salão;
fui naifa canalha em corte liso;
em vias (de facto) hoje sou:
caminho, estrada, atalho, rio desviante...













(fonte das imagens:

http://www.stoptherobbery.com e
http://www.astro.umd.edu)

Sem comentários: