quarta-feira, 12 de agosto de 2009

(fúria...)











(...) ah! Se o mar me tragasse,
me digerisse
e me fundisse todo,
num bárbaro triunfo
de espuma e sal!!!...
(imagem retirada da net)

3 comentários:

Nilson Barcelli disse...

É assim tão grande o desespero...?
"...bárbaro triunfo de espuma e sal" é uma brilhante imagem poética.
Abraço.

Graça Pires disse...

A vida é assim: ora queremos que o mar nos salve, ora queremos que o mar nos tranforme em espuma e sal...
Um belo poema. Um abraço.

Paula Raposo disse...

Isso seria o êxtase! Adorei. Beijos.