quarta-feira, 5 de maio de 2010

abc

O meu indulto não soletrou
o nosso abecedário,
não vagueou pela nossa gramática,
não soube a tua geografia;
o meu indulto
só areou a nossa angústia,
na embalada esperança do devir...
(foto do autor tirada com telemóvel:
vista do topo da
serra do Caramulo)

2 comentários:

Graça Pires disse...

Um abecedário que há-de trazer de volta a gramática do futuro quando a alma se tornar côncava a todos os fascínios...
Um beijo.
Bela fotografia.

maré disse...

quase uma tormenta de infinitos que as palavras carregam nas vogais

chamamento
nome
apelo
ao ventre


*
beijo Jaime