terça-feira, 13 de maio de 2008

K

hoje é dia feriado

Espio-me pelas grades d'ontem.
O feriado não chegou a despontar;
restou a tarde,
o frio pela janela fora,
um gemido espinha acima,
olhos de longe,
em fuga.

(...)
A cadeira só,
um quarto soterrado,
as mão cortadas,
abertas,
secas...
antemanhã,
já dia silente -



(inspirado em Andreii Tarkovskii, in Moriana)

2 Comentários:

Blogger Pedro_Nunes_no_Mundo disse...

"Olá, meu amigo. Há quanto tempo?... Estás com boa cara! Então essa labuta?"

Ou isso, ou gostar (sempre) de te reencontrar, de te reler.

Num misto de prazer parasita e fraterno com que vejo correr nas linhas deste teu texto-torrente - outrora um blog - os dias destilados de quem estupidamente resiste à dormência da vida e se impede de cerrar os olhos em espanto.

"Há quanto tempo, meu amigo?..."

quinta-feira, 22 maio, 2008  
Blogger Jaime A. disse...

Há quanto tempo, meu amigo?
Entre a saudade de estarmos todos juntos e o prazer de te (re)ler vai tempo, mas o tempo talvez nem exista...

sábado, 24 maio, 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Mi

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker