sábado, 28 de abril de 2012

Estímulo visual


Terminou a batalha. Abatido, o general ordenou a retirada.
          Os soltados foram carregando os camaradas, foram carregando o que podiam.
          O céu fechava-se num negrume mais escuro do que as almas escuras daqueles soldados.
          A retirada era lenta, pastosa até. Por penhascos pretos, atrás e defronte despontavam arbustos com arestas vivas como baionetas.
O velho general, perdida a altivez, procurava manter a postura à frente dos seus homens que se arrastavam em silêncio. Lá mais para trás, alguns oficiais tentavam fechar um cortejo fúnebre, funesto.
          Jean-Loup, um dos soldados mais jovens, lembrou-se de algumas palavras que ouvira há muitos anos atrás numa taberna à beira da estrada: “por ínvios caminhos, caminhais sozinhos, apenas com uma direcção, com um só sentido…”. E chorou, chorou por todos aqueles anos que Napoleão lhe roubara ao forçá-lo a pegar em armas, contra si próprio, contra a sua amada França!

(fonte da imagem:

Sem comentários: